Cobertura do solo e adubação orgânica na produção de alface

  • Diego Bispo dos Santos Farias Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
  • Ariovaldo Antonio Tadeu Lucas Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
  • Maria Aparecida Moreira Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
  • Luís Fernando de Andrade Nascimento Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
  • José Carlos Freitas de Sá Filho Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil

Resumo

Em Sergipe, a alface (Lactuca sativa L.) é uma das hortaliças mais produzidas em sistemas irrigados, portanto é importante estudar meios que propiciem o melhor rendimento para a cultura. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes tipos de cobertura do solo e a necessidade de adubação orgânica (esterco bovino) na produção de alface – cultivar Babá de Verão. O estudo foi desenvolvido na Fazenda Experimental – Campus Rural da Universidade Federal de Sergipe, localizada no município de São Cristóvão (SE). O delineamento utilizado foi de blocos casualizados com três repetições, em esquema fatorial de 4 x 2, com quatro tipos de cobertura (plástico preto, plástico preto e branco, plástico preto e prata e ausência de cobertura), e duas condições de adubação orgânica (ausência e presença). As características avaliadas da planta foram: diâmetro, matéria fresca e seca da parte aérea e número total de folhas. Houve efeito significativo para o fator adubação, em que as plantas que receberam adubação orgânica obtiveram resultados superiores em relação às plantas não adubadas. A cobertura que proporcionou melhores resultados foi a com plástico preto e branco, chegando a valores de diâmetro, massa seca e fresca da parte aérea e número de folhas totais iguais a 32,6 cm, 17,11 g, 307,9 g e 54 folhas, respectivamente. A cobertura com o plástico preto e branco melhora o desempenho do cultivo da alface cv. Babá de Verão. O uso de adubo orgânico é fundamental para a melhoria do desenvolvimento da alface.

Biografia do Autor

Diego Bispo dos Santos Farias, Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
Graduando em Engenharia Agronômica - Universidade Federal de Sergipe.
Ariovaldo Antonio Tadeu Lucas, Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
Professor do Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal de Sergipe.
Maria Aparecida Moreira, Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
Professora do Departamento de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de Sergipe
Luís Fernando de Andrade Nascimento, Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
Graduando em Engenharia Agronômica - Universidade Federal de Sergipe.
José Carlos Freitas de Sá Filho, Universidade Federal de Sergipe/ São Cristóvão/ Sergipe/ Brasil
Graduando em Engenharia Agronômica - Universidade Federal de Sergipe.

Referências

ANDRADE JÚNIOR, V. C.; YURI, J. E.; NUNES, U. R.; PIMENTA, F. L.; MATOS, C. S. M.; FLORIO, F. C. A.; MADEIRA, D. M. Emprego de tipos de cobertura de canteiro no cultivo da alface. Horticultura Brasileira, v.23, p.899-903, 2005.

CARVALHO, J. E.; ZANELLA, F.; MOTA, J. H.; LIMA, A. L. S. Cobertura morta do solo no cultivo de alface cv. Regina 2000, em Ji-Paraná, RO. Ciência e Agrotecnologia, v.29, p.935-939, 2005.

COSTA, C. P.; SALA, F. C. A evolução da alfacicultura brasileira. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 23, n. 1, 2005.

FERREIRA, D. F. Sisvar: A computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

FONTANÉTTI, A.; CARVALHO, G. J.; GOMES, L. A. A.; ALMEIDA, K.; MORAES, S. R. G.; TEIXEIRA, C. M. Adubação verde na produção orgânica de alface americana e repolho. Horticultura Brasileira, v.24, p.146-150, 2006.

LORENZI, H. Plantas daninhas do Brasil: terrestres, aquáticas, parasitas e tóxicas. 3. ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2000. 237p.

OLIVEIRA, E. Q.; SOUZA, R. J.; CRUZ, M. C. M.; MARQUES, V. B.; FRANÇA, A. C. Produtividade de alface e rúcula, em sistema consorciado, sob adubação orgânica e mineral. Horticultura Brasileira, v.28, p.36-40, 2010.

RESENDE, F.V.; SAMINEZ, T.C.O.; VIDAL, M.C.; SOUZA, R.B & CLEMENTE, F.M.V. 2007. Cultivo da Alface em Sistema Orgânico de Produção. Circular Técnica (Embrapa Hortaliça), p.1-16.

REGHIN, M. Y.; PURISSIMO, C.; FELTRIM, A. L.; FOLTRAN, M. A. Produção de alface utilizando cobertura do solo e Proteção das plantas. Scientia Agraria, v.3, n.1-2, p.69-77, 2002.

RODRIGUES, D.S, NOMURA, E.S & GARCIA, V.A. Coberturas de solo afetando a produção de alface em sistema orgânico. Revista Ceres, p.332-335. 2009.

SALA, F.C.; COSTA, C.P. Retrospectiva e tendência da alfacicultura brasileira. Horticultura Brasileira, v.30, n.2, pp. 187-194, 2012.

SOUZA, J.L.; RESENDE, P. Manual de horticultura orgânica. Viçosa: Aprenda Fácil, 2003. 564 p.

SILVA, E. M. N. C. P.; FERREIRA, R. L. F.; ARAÚJO NETO S. E.; TAVELLA, L. B.; SOLINO, A. J. S. Qualidade de alface crespa cultivada em sistema orgânico, convencional e hidropônico. Horticultura Brasileira, v.29, p.242-245, 2011.

Publicado
2017-10-03
Seção
Artigos Científicos