Espaçamento para produção de sementes de malva (Urena lobata L.) em terra firme na região de Manaus-AM

  • Jones Gomes Bentes Gomes Bentes Universidade Federal do Amazonas/Pesquisador do Núcleo de Socioeconomia
  • Henrique dos Santos Pereira Universidade Federal do Amazonas/Professor
  • Angela Maria da Silva Mendes Universidade Federal do Amazonas/Técnico de Laboratório de Sementes
  • Albejamere Pereira Castro Universidade Federal do Amazonas
  • André Luiz Borborema da Cunha Universidade Federal do Amazonas/Bolsista do Programa de Pós Graduação em Agronomia Tropical

Resumo

A malva (Urena lobata L.) é a cultura agrícola mais importante para a produção de fibras naturais no estado do Amazonas. Contudo, até o presente, a produção comercial de sementes se baseia em sistemas de coleta extrativa em áreas de ocorrência espontânea da espécie em municípios do nordeste do Pará. Portanto, o objetivo deste trabalho é contribuir para o estabelecimento de recomendações técnicas para o desenvolvimento de sistemas de produção de sementes, a partir da avaliação do efeito de diferentes espaçamentos no desenvolvimento das plantas e na produção de sementes. O trabalho foi realizado na fazenda experimental da Universidade Federal do Amazonas, localizada em Manaus, com material propagativo oriundo do município de Capitão Poço – PA. O delineamento experimental empregado foi o de blocos ao acaso, com três tratamentos: (T1) 1,0 x 1,0 m; (T2) 1,5 x 0,5 m e (T3) 1,0 x 0,5 m, com oito repetições compostas de cinco plantas. Foram avaliadas as seguintes características: altura das plantas (cm), diâmetro do caule (cm), número de ramificações, flores e frutos (verdes e maduros), peso das sementes/planta (g) e massa seca das plantas (g). Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância pelo teste F, e as diferenças entre médias avaliadas por meio do teste Tukey. Houve diferença significativa entre tratamentos para as variáveis: número de flores, matéria seca da planta, número de frutos verdes, número de frutos maduros e o peso seco das sementes. O tratamento T2, com uma densidade de 1,33 plantas/m2 e produtividade média de 60 g de sementes por planta, é o mais recomendado para a produção de sementes de malva na região de Manaus.

Biografia do Autor

Jones Gomes Bentes Gomes Bentes, Universidade Federal do Amazonas/Pesquisador do Núcleo de Socioeconomia

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (2011) e mestrado em Agronomia Tropical (2015). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agronomia, atuando principalmente nos seguintes temas: recursos naturais, sistemas agroflorestais, praticas agroecologicas, defensivo agricola e agricultura familiar.

Henrique dos Santos Pereira, Universidade Federal do Amazonas/Professor

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (1984), mestrado em Biologia (Ecologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (1992) e doutorado em Ecologia - Pennsylvania State University (1999). Atualmente é professor associado IV da Faculdade de Ciências Agrárias e do Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas, onde coordena o programa de pós-graduação em ciências do ambiente e sustentabilidade na Amazônia (www.ppgcasa.ufam.edu.br), professor e pesquisador conveniado do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agricultura Familiar, atuando principalmente nos seguintes temas: comunidades ribeirinhas, Amazônia, manejo de recursos naturais, extrativismo e políticas de gestão ambiental.

Angela Maria da Silva Mendes, Universidade Federal do Amazonas/Técnico de Laboratório de Sementes

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (1993), Mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Amazonas (2001) e Doutorado em Agronomia Tropical na Universidade Federal do Amazonas (2011). Atua como Técnico de Laboratório de Sementes e como Pesquisadora do Centro de Sementes Nativas do Amazonas, na Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas e atuou como professora contratada (2004 a 2011) da Universidade do Estado do Amazonas nos Curso de Engenharia Florestal e Tecnologia em Agroecologia. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, Botânica, Sistemas Agroflorestais e Ciências Florestais, atuando principalmente no seguinte tema: sementes - morfoanatomia, fisiologia e tecnologia.

Albejamere Pereira Castro, Universidade Federal do Amazonas
Professora Adjunta III do departamento de DCFDA- Departamento de Ciências Fundamentais e Desenvolvimento Agrícola da Faculdade de Ciências Agrárias, com doutora em Agronomia Tropical.
André Luiz Borborema da Cunha, Universidade Federal do Amazonas/Bolsista do Programa de Pós Graduação em Agronomia Tropical

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (2012) e mestrado em Agronomia Tropical pela Universidade Federal do Amazonas (2014). Atualmente é bolsista de Doutorado no Programa de Pós-graduação em Agronomia Tropical, trabalhando com olericultura, feijão-de-metro e adubação fosfatada.

Referências

BOQUETE, D. J. Cotton in ultra-narrow spacing: plant density and nitrogen fertilizer rates. Agronomy Journal, Madison, v. 97, n. 1, p. 279-287, 2005.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para Análise de Sementes. Secretaria Nacional de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 395p.

CHAVARRIA, G.; TOMM, G. O.; MULLER, A.; MENDONCA, H. F.; MELLO, N.; BETTO, M. S. Índice de área foliar em canola cultivada sob variações de espaçamento e de densidade de semeadura. Ciência Rural, v. 41, n. 12, p. 2084-2089, 2011. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/cr/v41n12/a20611cr5122.pdf . Acesso em: 22 de agosto de 2015. Doi: 10.1590/S0103-84782011001200008.

CRANE, J. C; ACUNA, J. B. Effect of planting rate on fiber yield of Urena lobata L. as compared with kenaf, Hibiscus cannabinus L. Journal do American Society of Agronomy, v. 37, n. 4, p. 245-250, 1945.

DIAS, M. C.; XAVIER, J. J. B. N.; BARRETO, J. F. Recomendação Técnica para Malva. Concórdia: EMBRAPA/CNPSA, 2008. 6p. (Comunicado Técnico, 66).

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA – EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. Rio de Janeiro, Ministério da agricultura e do Abastecimento, 1997.212p.

FAGUNDES, M. H. Sementes de juta e malva: algumas observações. CONAB, 2002. Disponível em: <http://www.conab.gov.br/conabweb>. Acesso em: 01 de agosto de 2015.

FERRARI, S. FURLANI, E.; FERRARI, J. V.; SANTOS, M. L.; SANTOS, D. M. A. Desenvolvimento e produtividade do algodoeiro em função de espaçamentos e aplicação de regulador de crescimento. Acta Scientiarum Agronomy, v. 30, n. 3, p. 365-371, 2008. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/asagr/v30n3/a11v30n3.pdf . Acesso em: 20 de agosto de 2015 doi: 10.4025.

FIGUEIRDO, F. J. C.; FRAZÃO, D. A. C.; CARVALHO, J. E. U. Efeito do espaçamento e da densidade de plantio sobre a produtividade de sementes de malva. Belém, EMBRAPA-CPATU, 1980a. 2p. (Pesquisa em Andamento, 8).

JOST, P. H.; COTHREN, J. T. Growth and yield comparisons of Cotton planted in conventional and ultra-narrow row spacings. Crop Science. v. 40, n. 2, p. 430-435, 2000. Disponível em: <https://dl.sciencesocieties.org/publications/cs/abstracts/40/2/430>. Acesso em: 21de agosto de 2015. doi: 10,2135 / cropsci2000.402430x.

LOPES, N. F.; LIMA, M. G. S. Fisiologia da produção. Viçosa-MG: UFV, 2015, 492p.

MARQUES FILHO, A. O.; RIBEIRO, M. N.G.; SANTOS, H. M.; SANTOS, J. M. Estudos climatológicos da Reserva Florestal Ducke – Manaus – AM. IV. Precipitação. Acta Amazonica, v. 11: p. 759-768, 1981.

PORTER, P. M.; HICKS, D. R.; LUESCHEN, W. E.; FORD, J. H.; WARNES, D. D.; HOVERSTAD, T. R. Corn response to row width and plant population in the Northern Corn Belt. Journal of Production Agriculture, v. 10, n. 2, p. 293-300, 1997. Disponível em: http://dx.doi.org/10.2134/jpa1997.0293. Acesso em: 28 de janeiro de 2016.

SANTOS, M. G. Desempenho agronômico de feijão caupi em função do espaçamento e densidade de plantas cultivado nos sistemas de várzea irrigada e cerrado. 2014. 48f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, 2014.

SOUZA, H. H. Ambiente e Sociedade: a cadeia produtiva da malva (Urena lobata L.) no médio Solimões: uma alternativa sustentável? 2012. 108f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia – PPG-CASA, 2012.

SOUZA, L. C. Componentes de produção do cultivar de algodoeiro CNPA - 7H em diferentes populações de plantas. 1996. 71f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Viçosa, 1996.

WANG, J.; FERREL, J.; MacDONALD, G.; SELLERS, B. Factors Affecting Seed Germination of Cadillo (Urena lobata). Weed Science , 57:31–35, 2009. Disponível em: http://www.bioone.org/doi/full/10.1614/WS-08-092.1 . Acessado em: 28 de Janeiro de 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.1614/WS-08-092.1

Publicado
2017-10-03
Seção
Artigos Científicos