Épocas de semeadura afetando índices morfofisiológicos de cultivares de arroz de terras altas

  • Adriano Stephan Nascente Embrapa Arroz e Feijão
  • José Antônio de Paula Oliveira Universidade Federal de Goiás
  • Luis Fernando Stone Embrapa Arroz e Feijão
  • Anna Cristina Lanna Embrapa Arroz e Feijão
  • Alexandre Bryan Heinemann Embrapa Arroz e Feijão

Resumo

 A manifestação do potencial produtivo das culturas depende de fatores genéticos e de condições favoráveis de ambiente e de manejo. Objetivou-se determinar os efeitos das épocas de semeadura na eficiência do uso da radiação solar, nos índices morfofisiológicos e na produtividade de grãos de cultivares contrastantes de arroz de terras altas. O experimento de campo foi conduzido na região central do Brasil em solo sob Cerrado. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso no esquema fatorial 3 x 5, com oito repetições. Os tratamentos foram compostos pela combinação de três cultivares (BRS Primavera, BRSMG Curinga e Douradão) com cinco datas de semeadura (11/09/2012, 22/10/2012, 28/11/2012, 21/12/2012 e 27/2/2013). Todas as cultivares requereram menos graus-dia acumulados para atingir a fase reprodutiva quanto mais tardia foi a data de semeadura. Os menores acúmulos de biomassa e índices de área foliar das três cultivares ocorreram na data de semeadura mais precoce, o que pode ter sido resultado de menor eficiência do uso da radiação (EUR) nesse período. A partição de assimilados para as folhas e colmos foi semelhante entre as cultivares, contudo a taxa de assimilação/translocação de carboidratos para as panículas foi maior para as cultivares BRSMG Curinga e Douradão. As cultivares diferiram quanto ao número total de grãos por área, tendo a cultivar Douradão apresentado o maior número e a BRS Primavera o menor. As maiores produtividades foram obtidas nas datas de semeadura que abrangeram o período tradicional de semeadura do arroz de terras altas, outubro a dezembro.

Biografia do Autor

Adriano Stephan Nascente, Embrapa Arroz e Feijão
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás (1986-1991), mestrado em Agronomia pela Universidade de Brasília (1996-1998) e doutorado sanduíche na Unesp - Botucatu e Universidade da Flórida em Homestead - Flórida, EUA (2009-2012) onde desenvolveu trabalhos sobre fracionamento físico da matéria orgânica. Trabalhou por 9 anos na Emater ? GO (1993-2002) antiga Emgopa onde atuou como pesquisador na área de fitotecnia. Desde maio de 2002 é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Rondônia 2002-2004 e Embrapa Arroz e Feijão 2004- atual). Tem experiência em transferência de tecnologia e nas áreas de Fitotecnia, Fertilidade do Solo e Adubação, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento do sistema de produção do arroz e do feijão, manejo de plantas de cobertura, sistema plantio direto, adubação e nutrição de arroz e feijão, dinâmica de nutrientes e matéria orgânica em sistemas agrícolas e recuperação de pastagens degradadas. É autor de diversos artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais como: Soil Science Society of America Journal, Crop & Pasture Research, Communications in Soil Science and Plant Analysis, Soil & Tillage Research, European Journal of Agronomy, Agronomy Journal, Crop Science, Advances in Agronomy, Crop Breeding and Applied Biotechnology, Pesquisa Agropecuária Tropical, Revista Ceres, Semina Ciências Agrárias, Pesquisa Agropecuária Brasileira, Planta Daninha, Bioscience Journal, Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Bragantia e Revista Brasileira de Ciência do Solo. Coordenou e participou de vários projetos de pesquisa nos temas mencionados. É consultor ad-hoc da Crop Science, Revista Pesquisa Agropecuária Tropical, Revista Ceres, Revista Caatinga, Agronomy Journal, Australian Journal of Crop Science, European Journal of Agronomy, African Journal of Agriculture Research, Soil & Tillage Research, Acta Amazonica, Archives of Agronomy and Soil Science, Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Pesquisa Agropecuária Brasileira e Journal of Environmental Quality. É editor associado da revista Pesquisa Agropecuária Tropical. Atualmente faz parte do conselho técnico interno (CTI) da Embrapa Arroz e Feijão com mandato até 03/2017. Fez parte da comissão para elaboração do plano estratégico da Embrapa Arroz e Feijão (2014), foi vice-coordenador do grupo de pesquisa e transferência de tecnologia dos sistemas agrícolas sustentáveis (2013/2014). Atualmente é coordenador do grupo de pesquisas e transferência de tecnologias do Arroz Irrigado Tropical (GPT AIT). Participou de missões internacionais para Benin, Serra Leoa, Suriname e Moçambique para desenvolver atividades relacionadas ao arroz de terras altas.
Luis Fernando Stone, Embrapa Arroz e Feijão
Luis Fernando Stone é formado em Agronomia pela Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Pelotas, RS, concluindo o curso em 1972. Concluiu o mestrado em Engenharia Civil (Recursos Hídricos) pelo Centro de Ciências e Tecnologia da UFPB, Campina Grande, PB, em 1976, e concluiu o doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) [Esalq] pela Universidade de São Paulo em 1983. Atualmente é Pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e Professor convidado da Universidade Federal de Goiás. Exerceu por quatro mandatos o cargo de Chefe Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Arroz e Feijão. Publicou 136 artigos em periódicos especializados, 205 trabalhos em anais de eventos e 81 outras produções bibliográficas. Possui 69 capítulos de livros e 20 livros publicados. Participou de 3 eventos no exterior e 154 no Brasil. Orientou 2 dissertações de mestrado e 5 teses de doutorado e co-orientou 2 dissertação de mestrado e 4 teses de doutorado, além de ter orientado 2 trabalhos de iniciação científica e 10 de outra natureza nas áreas de Agronomia e Engenharia Agrícola. Atualmente orienta 1 tese de doutorado. Participou em 39 bancas de trabalhos de conclusão. Recebeu 3 prêmios. Coordenou 18 projetos de pesquisa e coordena atualmente 3 projetos de pesquisa. É líder do Grupo de Pesquisa Plantio Direto - Arroz e Feijão, do CNPq, desde 2000, e foi membro do Comitê de Assessoramento em Engenharia Agrícola do CNPq no período de 07/2007 a 06/2013. Atua na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Qualidade do solo e Irrigação e Drenagem. Em suas atividades profissionais interagiu com 392 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Oryza sativa, Phaseolus vulgaris, plantio direto, irrigação, tensiômetro, consumo de água, densidade do solo, evapotranspiração, porosidade do solo, coeficiente de cultura e adubação.(Texto informado pelo autor)
Anna Cristina Lanna, Embrapa Arroz e Feijão
Graduada em Química (Bacharelado e Licenciatura), pela Universidade Federal de Viçosa (1992), mestrado em Agroquímica (1995) e doutorado em Ciências Agrárias (Fisiologia Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (2002). Atualmente é pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Arroz e Feijão, e professora do Uni-Anhanguera - Centro Universitário de Goiás. Na empresa de pesquisa atua na área de Fisiologia/Bioquímica Vegetal, linhas de pesquisa: enzimologia e mecanismos fisiológicos de tolerância ao estresse abiótico em plantas e, na Instituição de Ensino, leciona as disciplinas Bioquímica, Química Orgânica e Química Geral.
Alexandre Bryan Heinemann, Embrapa Arroz e Feijão
Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1991), Mestrado em Irrigação e Drenagem pela ESALQ/Universidade de São Paulo (1996), Doutorado em Irrigação e Drenagem pela ESALQ/Universidade de São Paulo (2001), Pós-Doutorado em Produção Vegetal pela ESALQ/Universidade de São Paulo (2001-2002) e Pós-Doutorado em Aplicação de Modelos de Simulação de Crescimento no Melhoramento de Arroz de Terras Altas e Milho pelo CIRAD (França). Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Unidade Arroz e Feijão. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Modelagem, atuando principalmente nos seguintes temas: utilização de modelos de simulação de crescimento de culturas para tomada de decisão em irrigação, manejo e melhoramento de culturas anuais. 

Referências

ACRECHE, M. M.; FÉLIX, G. B.; SÁNCHEZ, J. A. M.; SLAFER, G. A. Radiation interception and use efficiency as affected by breeding in Mediterranean wheat. Field Crops Research, v. 110, n. 2, p. 91-97, 2009.

ALVAREZ, R. C. F.; CRUSCIOL, C. A. C.; NASCENTE, A. S. Análise de crescimento e produtividade de cultivares de arroz de terras altas dos tipos tradicional, intermediário e moderno. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 42, n. 4, p. 397-406, 2012.

ANDRADE, F. H. Analysis of growth and yield of maize, sunflower and soybean grown at Balcarce, Argentina. Field Crops Research, v. 41, n. 1, p. 1-12, 1995.

ANTONIAZZI, N.; DESCHAMPS, C. Análise de crescimento de duas cultivares de cevada após tratamentos com elicitores e fungicidas. Ciência Rural, v. 36, n. 4, p. 1065-1071, 2006.

ARGENTA, G.; SILVA, P. R. F.; SANGOI, L. Desempenho agronômico e econômico do milho em diferentes níveis de manejo e épocas de semeadura. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, n. 3, p. 399-407, 2006.

BERNIER, J.; ATLIN, G. N.; SERRAJ, R.; KUMAR, A.; SPANER, D. Breeding upland rice for drought resistance. Journal of the Science of Food and Agriculture, v. 88, n. 6, p. 927–939, 2008.

BOUMAN, B. A M.; KROPFF, M. J.; TUONG, T. P.; WOPEREIS, M. C. S.; TEN BERGE, H. F. M.; van LAAR, J. J. ORYZA 2000: modelling lowland rice. Manila: IRRI, 2001. 235p.

BOUMAN, B. A. M.; PENG, S.; CASTAÑEDA, A. R.; VISPERAS, R. M. Yield and water use of irrigated tropical aerobic rice systems. Agricultural Water Management, v. 74, n. 2, p. 87-105, 2005.

CAMPOS, M. F.; ONO, E. O.; BOARO, C. S. F.; RODRIGUES, J. D. Análise de crescimento em plantas de soja tratadas com substâncias reguladoras. Revista Biotemas, v. 21, n. 3, p. 53-63, 2008.

CLEAND, E.; CHUINE, I.; MENZEL, A.; MOONEY, H. A.; SCHWARTZ, M. D. Shifting plant phenology in response to global change. Trends in Ecology and Evolution, v. 22, n. 7, p. 357-365, 2007.

CRUSCIOL, C. A. C.; SORATTO, R. P.; NASCENTE, A. S.; ARF, O. Root distribution, nutrient uptake, and yield of two upland rice cultivars under two water regimes. Agronomy Journal, v. 105, n. 1, p. 237-247, 2013a.

CRUSCIOL, C. A. C.; NASCENTE, A. S.; MAUAD, M.; SILVA, A. C. L. Desenvolvimento radicular e aéreo, nutrição e eficiência de absorção de macronutrientes e zinco por cultivares de arroz de terras altas afetadas pela adubação fosfatada. Semina. Ciências Agrárias, v. 34, n. 5, p. 2061-2076, 2013b.

FALQUETO, A. R.; CASSOL, D.; MAGALHÃES JUNIOR, A. M.; OLIVEIRA, A. C.; BACARIN, M. A. Crescimento e partição de assimilados em cultivares de arroz diferindo no potencial de produtividade de grãos. Bragantia, v. 68, n. 3, p. 453-461, 2009.

GIMENEZ, C.; CONNOR, D. J.; RUEDA, F. Canopy development, photosynthesis and radiation-use efficiency in sunflower in response to nitrogen. Field Crops Research, v. 38, n. 1, p. 15-27, 1994.

HEINEMANN, A. B.; STONE, L. F. Efeito da deficiência hídrica no desenvolvimento e rendimento de quatro cultivares de arroz de terras altas. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 39, n. 2, p. 134-139, 2009.

HEINEMANN, A. B.; STONE, L. F.; FAGERIA, N. K.; CASTRO, L. M. Evaluation of physiological traits in upland rice for adaptation to no-tillage system. Brazilian Journal of Plant Physiology, v. 21, n. 2, p. 113-122.

NASCENTE, A. S.; CRUSCIOL, C. A. C.; COBUCCI, T. The no-tillage system and cover crops-Alternatives to increase upland rice yields. European Journal of Agronomy, v. 45, p. 124-131, 2013.

PETRIS, G. An R package for dynamic linear models. Journal of Statistical Software, v. 36, n. 12, p. 1-16, 2010.

PINHEIRO, B. S.; CASTRO, E. M.; GUIMARÃES, C. M. Sustainability and profitability of aerobic rice production in Brazil. Field Crops Research, v. 97, n. 1, p. 34–42, 2006.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 2010. Disponível em: <http://www.R-project.org>. Acesso: 25 janeiro 2015.

TARDIEU, F.; HAMMER, G. Designing crops for new challenges. European Journal of Agronomy, v. 42, p. 1-2, 2012.

TEIXEIRA, G. C. S.; STONE, L. F.; HEINEMANN, A. B. Eficiência do uso da radiação solar e índices morfofisiológicos em cultivares de feijoeiro. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 45, n. 1, p. 9-17, 2015.

TESFAYE, K.; WALKER, S.; TSUBO, M. Radiation interception and radiation use efficiency of three grain legumes under water deficit conditions in a semi-arid environment. European Journal of Agronomy, v. 25, p. 60–70, 2006.

van OORT, P. A. J.; ZHANG, T.; VRIES, M. E.; HEINEMANN, A. B.; MEINKE, H. Correlation between temperature and phenology prediction error in rice (Oryza sativa L.). Agricultural and Forest Meteorology, v. 151, n. 12, p. 1545-1555, 2011.

Publicado
2017-10-03
Seção
Artigos Científicos